Decidir o momento certo para começar a investir em imóveis não é uma tarefa fácil. Afinal, o sucesso no mercado imobiliário depende de vários fatores internos e externos do empreendimento. Por isso, é necessário estudar o contexto e fazer uma boa pesquisa antes de fechar o negócio.

No entanto, existem alguns pilares que são essenciais para quem quer dar o primeiro passo. Quer saber quais são? Leia este post e descubra como e quando se tornar um investidor!

 

Como se tornar um investidor de imóveis?

Antes de qualquer coisa, é preciso ser uma pessoa organizada e capaz de tomar decisões de acordo com dados. Dificilmente, alguém alcançará bons resultados investido em imóveis agindo sem planejamento, cercado de achismos. Por isso, a organização e a tomada de decisão a partir de número é a base para o sucesso.

Veja abaixo quais hábitos você precisa ter antes de fazer o seu primeiro investimento!

 

Pesquisar sobre o mercado

É normal encontrar no mercado o perfil de investidor sabichão, aquele que pensa que sabe de tudo. No entanto, o estudo de mercado deve ser feito de forma cuidadosa e lenta. Por isso, é importante construir o conhecimento de mercado aos poucos.

Aquele que acessa sites especializados em imóveis e conversa diariamente com especialistas está a um passo de fazer seu primeiro investimento. Já os que evitam o conselho de um corretor ou investidores mais experientes tendem a errar com frequência.,

 

Ter saúde financeira

Este ponto parece óbvio, mas não é! Há sempre quem acaba se aventurando no mercado de investimento de imóveis sem ter saúde financeira antes. E isso é um erro gravíssimo, sobretudo se a renda investida faz parte do orçamento familiar.

Antes de qualquer passo prático, tenha consciência do seu dinheiro, pois ser consciente de ganhos, gastos e reserva de emergência é um dos hábitos dos investidores experientes.

 

Entender de tipologia

É hora de se tornar um investidor quando também se adquire conhecimento dos tipos de imóveis. Hoje, no mercado imobiliário, existem vários modelos de apartamentos disponíveis. Por isso, é importante conhecê-los para oferecer o melhor para o seu cliente.

Entre eles, estão os do tipo studio, 2 e 3 quartos, com ou sem varanda gourmet, entre outros. O detalhe é que não existe o modelo mais vantajoso. Na verdade, há a escolha ideal para o seu público-alvo e categoria de rentabilidade (aluguel ou revenda).

 

Saber mensurar o potencial de valorização

Pensar em todos esses detalhes é o principal objetivo de quem quer se tornar um investidor de imóveis. Além de tudo exposto até agora, há um último e essencial ponto para começar com o pé direito: aprender a mensurar o potencial de valorização do imóvel.

Para isso, é preciso se acostumar a consultar os dados e se livrar da tentação do achismo. Consulte os índices da região, aportes de investimentos público e privado, capacidade de crescimento da cidade, entre outras questões.

 

Os pilares para saber se é hora de se tornar um investidor de imóveis são 4: pesquisa de mercado, saúde financeira, conhecimento sobre tipologias e saber mensurar o potencial de valorização. Quando tudo isso fizer parte do seu dia a dia, pode ser a hora de alçar voos maiores e se tornar, de fato, um investidor de imóveis. 

Como avaliar uma construtora? Descubra 4 pontos que merecem a sua atenção!