Decoração de quarto de bebê: 3 dicas para não errar

Enquanto se espera a chegada de um filho, muitas coisas precisam ser providenciadas. O quarto do bebê é uma delas. Afinal, ele será o lugar no qual o seu bebê passará mais tempo. Portanto, precisa ser um espaço do qual ele desfrute com conforto e segurança.  

Logo, é preciso ter um cuidado especial com a decoração desse cantinho. Não trata-se apenas de deixá-lo bonito, mas também de observar características do ambiente que poderão influenciar no cotidiano da criança. Sendo assim, é necessário tomar cuidado para fazer boas escolhas. 

Então, quer saber como montar uma decoração de quarto de bebê? Basta conferir nossas dicas abaixo! 

decoração de quarto de bebê - quarto rosa decorado

Foto por Envato

1. A decoração de quarto de bebê deve ser planejada 

Essa dica serve para qualquer tipo de decoração, mas aqui ela deve ser ressaltada. Afinal, durante o período de espera da chegada da criança os pais precisam dar conta de muitos compromissos. São consultas para ir, enxoval para providenciar… Logo, planejar bem é fundamental para otimizar o tempo e poder realizar tudo com tranquilidade. 

Sendo assim, antes de começar a decoração do quarto de bebê, o recomendado é pensar em tudo: quanto será o orçamento disponível, se será possível contar com o trabalho de um arquiteto ou decorador, quanto de espaço o cômodo possui, quanto tempo terá para a conclusão do projeto, qual é o estilo desejado para a decoração e até mesmo onde ficam os pontos de energia, para se certificar de que eles serão de fácil acesso.

Ter essas informações em mente ajudará os pais a se nortearem melhor durante todo o processo de montagem do quarto da criança. 

2. Pense na segurança e na praticidade

Não adianta ter um quarto bonito se ele não for seguro para a criança habitar. Inclusive, esse é um aspecto que deve ser pensado para além dos primeiro meses de vida, nos quais a criança ainda não é capaz de engatinhar ou caminhar. Isso porque muitos pais optam por ir trocando os elementos do quarto aos poucos. 

Ou seja, pode ser que a decoração inicial permaneça ali por um bom tempo, chegando à fase em que a criança será mais independente e deverá explorar o lugar sozinha. Dessa forma, busque optar por móveis ergonômicos e que possuam certificados de segurança. 

Além disso, também é essencial pensar na praticidade, investir em um mobiliário que seja versátil, como por exemplo uma cômoda que tem o espaço para trocador em cima, permitindo que os pais atendam as necessidades da criança com agilidade. 

Por isso, também, não esqueça de organizar os móveis de forma a permitir um bom espaço de circulação, além de facilidade na hora de organizar. No caso dos tecidos, prefira os que são fáceis de limpar e secar, e que, claro, não causem alergia. Já sobre os tapetes, o ideal é prestar atenção para não escolher modelos escorregadios ou que soltem pelos. 

3. Cuidado com a pintura na decoração de quarto de bebê

Na hora de pintar o quarto do bebê é preciso pensar para além das cores. Para garantir um ambiente limpo e seguro para o seu filho, utilize tintas laváveis e à base de água, como é o caso das tintas acrílicas.

Também é recomendado evitar as cores quentes na pintura, principalmente nos locais que ficarão no campo de visão da criança. Acontece que essas cores, como o vermelho e o amarelo, podem gerar agitação no bebê, e o quarto, nessa fase, deve ser principalmente um local de descanso.

Gostou das nossas dicas? Então leia mais textos como esse clicando aqui! Você também pode preencher o formulário abaixo para receber conteúdo em primeira mão. 


2020-06-02T10:18:36-03:00